top of page
  • Foto do escritorLeite Materno

Trabalhar e amamentar...

É possível continuar a amamentar depois de terminada a licença parental. Existem várias opções, para manter a amamentação nesta fase:

Amamente o seu bebé sempre que você esteja em casa


Para manter uma boa produção de leite é importante amamentar muitas vezes. Quanto mais você dá de mamar, mais leite você terá. Pode amamentar o seu bebé a qualquer hora, mesmo depois de ele ter comido uma refeição de sopa ou de papa.

Amamente o seu bebé de manhã, logo ao acordar, á tarde, quando regressa a casa depois de um dia de trabalho, ao serão e antes de o adormecer. Aproveite os fins-de-semana para amamentar com mais frequência e assim estimular a produção de leite.


No trabalho, retire o seu leite com uma bomba, para esvaziar o peito.

Esse leite pode ser dado ao bebé quando a mãe não está (na creche ou na ama) ou pode servir para preparar uma papa. Reserve tempo suficiente para que você fique descontraída ao retirar o leite com a bomba (se estiver com pressa, talvez não consiga retirar leite suficiente). Mesmo que tenha que deitar fora o leite, por não ter condições para o guardar, é importante esvaziar os seios regularmente, para assim continuar a produzir muito leite. Deve retirar o leite com a mesma frequência com que o bebé mamaria.

Alguns bebés negam-se a comer quando a sua mãe não está. Alguns bebés compensam a ausência da mãe, mamando várias vezes durante a noite. Talvez por isso, muitas mães que trabalham optam por dormir junto dos seus filhos, que assim podem mamar sem que a mãe desperte. Alguns bebés adaptam-se bem ao biberão, outros não. Alguns bebés, depois de se habituarem ao biberão, rejeitam a mama. Por isso, é preferível que o leite materno que lhes é administrado, na ama ou na creche, o seja por um pequeno copo.

Escolha uma creche ou uma ama que fique perto do seu local de trabalho.

Assim, pode aproveitar as horas de dispensa do trabalho para amamentação para se deslocar até á creche e aí amamentar o seu bebé.

Trabalhar a tempo parcial.

Após a licença parental inicial a mãe pode gozar a licença parental complementar, que, numa das suas modalidades, trabalhar a tempo parcial durante 12 meses, com um período normal de trabalho igual a metade do tempo completo, com a consequente redução do salário.

No caso de trabalho a tempo parcial, para calcular a dispensa diária de amamentação, calculada em minutos, a que tem direito por cada dia de trabalho clique aqui.


Licença sem vencimento.

A mãe pode solicitar uma licença sem vencimento, ao abrigo do direito a licença para assistência a filho/a, depois de esgotado o direito à licença parental complementar, de modo consecutivo ou interpolado, até ao limite de dois anos.


Para mais informações sobre Direitos dos pais e das mães trabalhadores/as clique aqui.



15 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
Post: Blog2_Post
bottom of page